O início de tudo

A  ABO Nacional, sob a identificação de Federação Odontológica Brasileira (FOB) foi provavelmente fundada por volta de 1917. A referência que permite apontar essa data foi a criação no Chile, nesse mesmo ano, da Federação Odontológica Latino-americana (Fola). A indicação do brasileiro Augusto Coelho e Souza, para ocupar a vice-presidência da entidade latino-americana, parece ter incentivado os profissionais brasileiros a trilhar os caminhos associativos, fundando algo equivalente e já com abrangência nacional.
Já a Associação Brasileira de Odontologia – Seção Rio Grande do Sul, foi fundada um pouco mais tarde, em 22 de Julho de 1964 e finalmente assim surgiu a ABORGS-SUBSEÇÃO do VALE do RIO dos SINOS, fundada em 26 de Agosto 1964 na cidade de São Leopoldo.

Rede ABO

O que é a ABO?

A ABO é reconhecida como entidade de utilidade publica, sem fins lucrativos, dedicada à defesa da classe odontológica e da saúde oral da população brasileira. Está representada nas 27 unidades federativas através de Seções Estaduais e em  294 municípios, por meio de Regionais, no que é conhecida por REDE ABO, sendo considerada como a maior rede de capacitação do país e do mundo.
Esta REDE  totaliza 321 células e mais de 1.430 consultórios dentários e em suas 83 Escolas de Aperfeiçoamento Profissional (EAPs), onde cerca de 3 mil professores (doutores, livres-docentes, mestres e especialistas) compartilham seu conhecimento capacitando os cirurgiões-dentistas brasileiros. Nestas escolas oferecem atendimento odontológico gratuito ou subsidiado à população, e ministram 70% dos cursos de especialização em Odontologia registrados no Conselho Federal de Odontologia (CFO).
Possui mais de 90 mil associados, mas trabalha em defesa de todos os 200 mil profissionais brasileiros, e não apenas pelos associados, (decisão aprovada na Assembléia-geral do Conselho Deliberativo Nacional da ABO) beneficiando e oferecendo vantagens também a todos os dentistas brasileiros. Exerce forte atuação política, estando representada no Fórum Permanente em Defesa do Setor de Serviços e, recentemente, criou o Fórum Permanente em Defesa do Setor Saúde, com participação efetiva na defesa da categoria e da saúde bucal da população, bem como, certificando mais de 250 produtos odontológicos com o Selo ABO de controle de qualidade.
Representa o Brasil como País-Membro na Federação Odontológica Latino-americana (Fola).  Ainda como reflexo natural de sua participação internacional, de seu contingente de cirurgiões-dentistas e da articulação política, a  ABO conquistou a maior representação mundial na Federação Dentária Internacional (FDI). Aprovada por unanimidade pela Diretoria Executiva e pelo Conselho da FDI, a ABO está hoje à frente dos Estados Unidos e do Japão em termos de representação. É a única Entidade nacional brasileira reconhecida como Membro Regular da FDI, e ocupa 12 assentos com delegados que têm direito à voz, a voto e a serem votados nas assembléias gerais da Federação.

A ABORGS-SUBSEÇÃO do VALE do RIO dos SINOS foi fundada em 26 de Agosto 1964 na cidade de São Leopoldo, tendo como sigla “ABORGS-SINOS”, com finalidade científica, cultural e beneficente, de duração ilimitada e sem fins lucrativos, propugnando a união e defesa da classe odontológica. Congregava os cirurgiões-dentistas das cidades de São Leopoldo, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Portão, Novo Hamburgo, Estância Velha, Campo Bom, Sapiranga, Ivotí, Dois Irmãos, Taquara, Rolante, Três Coroas e Igrejinha.
Em 14 de Maio de 1979 dissolveu-se ABORGS-SINOS, e foi fundada uma nova associação. Nesta data assumiu uma diretoria provisória.
Em 17 de Setembro de 1979 foi eleita uma nova diretoria onde foi empossado o Dr. Celso Willy Lindenmeyer como presidente, e a regional passou a chamar-se “ABORGS – SUBSEÇÃO DO VALE DO RIO DOS SINOS SUL (ABORGS-SINOS-SUL)” que congregava os cirurgiões dentistas das cidades de Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Portão, com sede em São Leopoldo.
Em Novembro de 2004, a ABO Nacional aprovou e homologou esta regional com o seguinte nome: ABORS – Regional Vale do Rio dos Sinos
Entretanto, em 18 de Fevereiro de 2005 na cidade de São Paulo, o Estatuto da ABO NACIONAL foi reformulado e em Assembléia Geral Extra-ordinária em Outubro de 2006, foi novamente alterada a nomenclatura desta regional para ABORS – Regional Vale Rio dos Sinos, permanecendo as mesmas cidades que a compunham e com a sede em São Leopoldo.

Presidentes da ABO Vale Rio dos Sinos e períodos das suas gestões:

    Celso Willy Lindenmeyer
  • Gestão 1979/1980
    Presidente: Celso Willy Lindenmeyer
  • Flávio Rost
  • Gestão 1981/1982
    Presidente: Flávio Rost
  •  José Carlos Gaelzer
  • Gestão 1982/1983
    Presidente: José Carlos Gaelzer
  •  

    Carlos Alberto Py Lucca
  • Gestão 1984/1985 – 1986/1987
    Presidente: Carlos Alberto Py Lucca
  •  Danilo Dieter
  • Gestão 1988/1989
    Presidente: Danilo Dieter
  •  

    Miguel João Juliano Vargas
  • Gestão 1990/1991
    Presidente: Miguel João Juliano Vargas
  • Paulo Fernando Alves
  • Gestão 1992/1993
    Presidente: Paulo Fernando Alves
  •  

    Carlos Alberto Py Lucca
  • Gestão 1994/1996
    Presidente: Carlos Alberto Py Lucca
  • Miguel João Juliano Vargas
  • Gestão 1997/1999
    Presidente: Miguel João Juliano Vargas
  •  

    Carlos Alberto Py Lucca
  • Gestão 2000/2001 – 2002/2003 – 2004/2005 – 2006/2008
    Presidente: Carlos Alberto Py Lucca
  • Paulo Roberto Zorzella
  • Gestão 2009/2010
    Presidente: Paulo Roberto Zorzella
  • Giuliano Pedron Simas
  • Gestão 2011/2012
    Presidente: Giuliano Pedron Simas

Diretoria da gestão 2013/2014

Dr. Giuliano Pedron Simas
Presidente: Dr. Giuliano Pedron Simas
Dr. Carlos Alberto Facco Grassi
Vice-Presidente: Dr. Carlos Alberto Facco Grassi
Dr. Eduardo Weingaertner
Secretário: Dr. Eduardo Weingaertner
Dra. Betina Rost da Silva
Tesoureira: Dra. Betina Rost da Silva
Dr. Luis Felipe Martini
Diretor Social: Dr. Luis Felipe Martini
Dr. Paulo Zorzella
Diretor Científico: Dr. Paulo Roberto Zorzella
Dr. Gustavo Paganotto
Diretor de Esportes: Dr. Gustavo Paganotto
Dr. Paulo Alves
Diretor de Patrimônio: Dr. Paulo Fernando Alves